16/04/2024

Brasil Argentina Portal de Integração

Ordem Progresso União e Liberdade

UFC 293: Strickland choca o mundo, domina Adesanya e conquista cinturão dos médios

5 minutos de lectura
Representantes brasileiros no UFC 293, Gabriel Miranda "apaga" rival, e Lipe "Detona" perde por pontos em estreia

Sean Strickland dominou Israel Adesanya e chocou o mundo na luta principal do UFC 293, que aconteceu neste sábado (9), em Sydney (AUS), e se tornou o novo campeão peso-médio do Ultimate. O “Tarzan” fez história ao destronar o nigeriano por decisão unânime, após uma batalha de cinco rounds. Já no co-main event, Tai Tuivasa, que lutou em casa, foi finalizado pelo russo Alexander Volkov no segundo round e frustrou os torcedores presentes na arena.

O Brasil foi representado por dois atletas no card. O peso-pena Gabriel Miranda que finalizou Shane Young com um mata-leão no primeiro round. Já o peso-mosca Lipe Detona, que estreou no UFC fazendo um grande combate, foi superado pelo Top 10 da divisão, o angolano Manel Kape por decisão dos jurados.

Strickland domina Adesanya e se torna campeão

Considerado o maior azarão da noite pelas casas de apostas, Sean Strickland iniciou o combate andando para frente, tentando encurtar a distância. Adesanya, por sua vez, usava seus chutes para rechaçar a aproximação do americano que não deixava de caminhar adiante. Próximo ao fim do primeiro round, “Tarzan” encurralou o nigeriano e, com um cruzado de direta, derrubou “Izzy”, onde aproveitou e aplicou uma longa sequência de golpes de esquerda no rival, que foi salvo pelo gongo.

No segundo round, o panorama da luta seguiu o mesmo. No entanto, nos segundos finais, “Izzy” conectou um cruzado de direita, terminando a parcial melhor e empatando o combate. O terceiro round iniciou com muito estudo em ambos os lados, com a maioria dos golpes ficando nas guardas. O ritmo do confronto cresceu já no minuto final, quando o americano conectou uma boa sequência de golpes. O quarto assalto manteve o mesmo roteiro dos anteriores, com Strickland caminhando para frente a todo o momento e Adesanya tentando sair da grade. O americano conseguia as melhores sequências e foi pontuando.

O round decisivo foi mais controlado, sem os lutadores arriscando muito nas ações. O americano seguia tentando encurralar “Izzy”, que respondia na maioria das vezes com chutes na perna do adversário. “Tarzan” seguiu controlando a parcial até o último soar do gongo. Ao final do combate, Sean Strickland foi declarado vencedor do combate por decisão dos jurados com triplo 49-46, tornando-se o mais novo campeão dos médios do UFC. Já Adesanya, que tinha recuperado o cinturão neste ano após perdê-lo para Alex Poatan, volta a ser desbancado do trono da categoria.

Sean Strickland quase nocauteou Israel Adesenya no primeiro round na luta principal do UFC 293 (Foto: Reprodução)

Volkov finaliza Tuivasa no co-main event

O russo Alexander Volkov precisou de dois rounds para finalizar Tai Tuivasa no co-main event do UFC 293. A luta começou com o lutador local tentando encurtar a distância e buscando o combate. Com envergadura superior, “Drago” usava os chutes para manter o australiano longe. Melhor no combate, o russo pontuava marcando golpes no rosto de Tuivasa, que não desistia e tentava responder aos ataques do oponente.

Antes do round inicial terminar, Tuivasa sofreu um knockdown após um cruzado de direita e foi salvo pelo gongo. Aparentemente mais cansado, o australiano não conseguia crescer no combate e, mesmo tomando as iniciativas, sofria com os contra-ataques do oponente. “Bam Bam” foi, mais uma vez, ao chão após um golpe aplicado pelo russo. Na sequência, Volkov voltou a derrubar o lutador da casa e, dessa vez, finalizou o confronto com um estrangulamento ezequiel.

Gabriel Miranda “apaga” rival em 59s

Primeiro a representar o Esquadrão Brasileiro no UFC 293, Gabriel Miranda precisou de apenas 59 segundos para “apagar” Shane Young na segunda luta do card preliminar. O combate iniciou com os adversários trocando golpes no centro do octógono e, na primeira oportunidade, o paranaense buscou a queda, onde chegou com facilidade nas costas do rival. Na sequência, o brasileiro progrediu o jogo e encaixou um mata-leão. Young não bateu para anunciar sua desistência, mas viu o árbitro central encerrar a luta ao ver o neozelandês apagar.

Com o resultado positivo no UFC 293, Gabriel Miranda venceu a primeira luta no Ultimate, se recuperando da derrota para Benoit St. Denis em sua estreia no ano passado. Já Shane Young fica em situação delicada na organização americana, ao sofrer a quarta derrota seguida na companhia e segue sem vencer desde 2019.

Gabriel Miranda finalizou Shane Young no UFC 293 com um mata-leão no primeiro round (Foto: Reprodução)

Lipe Detona sofre revés em estreia no UFC

Já Lipe “Detona” travou uma verdadeira batalha em sua estreia no UFC contra Manel Kape. A luta começou de forma eletrizante com os lutadores trocando golpes fortes. Kape aplicou um knockdow no brasileiro, que se recuperou e, mesmo em desvantagem, seguiu procurando a luta. No round seguinte, o ritmo frenético da luta diminuiu, mas o angolano seguia melhor no duelo, balançando alagoano com bons ataques.

No round final, Kape apostou nos low kicks para manter o brasileiro distante, mas Lipe partiu para trocação franca, fazendo o rival recuar. O angolano, estrategicamente, segurou Detona no chão para sair vencedor do combate. Com o resultado, Manel chega a quarta vitória seguida no UFC e segue vivo na corrida para disputar o cinturão da categoria. Já Lipe, que substituiu Kai Kara France há poucos dias da luta, estreou com derrota na franquie e perdeu a invencibilidade na carreira.

RESULTADOS COMPLETOS:

UFC 293

Qudos Bank Arena, em Sydney, na Austrália

Sábado, 09 de setembro de 2023

Card principal

Sean Strickland derrotou Israel Adesanya por decisão unânime dos jurados

Alexander Volkov finalizou Tai Tuivasa com um ezequiel no R2

Manel Kape derrotou Lipe Detona por decisão unânime dos jurados

Justin Tafa derrotou Austen Lane por nocaute no R1

Tyson Pedro derrotou Anton Turkalj por nocaute no R1

Card preliminar

Carlos Ulberg finalizou Da Woon Jung com um mata-leão no R3

Chepe Mariscal derrotou Jack Jenkins por nocaute técnico (lesão) no R2

Jamie Mullarkey derrotou John Makdessi por decisão unânime dos jurados

Nasrat Haqparast derrotou Landon Quiñones por decisão unânime dos jurados

Charlie Radtke derrotou Mike Diamond por decisão unânime dos jurados

Gabriel Miranda finalizou Shane Young com um mata-leão no R1

Kevin Jousset finalizou Kiefer Crosbie com um mata-leão no R1

Para conferir mais notícias sobre o UFC 293, clique aquiSports