30/05/2024

Brasil Argentina Portal de Integração

Ordem Progresso União e Liberdade

Sonda chinesa inicia volta à Terra trazendo 2 kg de solo da Lua

2 minutos de lectura
Após concluir a etapa de coleta de rochas lunares com sucesso, a missão Chang’e-5 iniciou sua viagem de volta à Terra nesta quinta-feira (3), trazendo a carga aguardada com grande expectativa pelos cientistas. A espaçonave chegou à superfície do satélite natural na última terça-feira (1º), após jornada de quase uma semana no espaço. De acordo com a TV estatal da China CCTV, a pequena sonda carregada com as primeiras amostras lunares desde 1976 decolou da região do Oceanus Procellarum às 12h10 (horário de Brasília). Cerca de seis minutos depois ela estava em órbita e agora precisa encontrar o orbitador, que está circulando ao redor da Lua. Leia mais...

Após concluir a etapa de coleta de rochas lunares com sucesso, a missão Chang’e-5 iniciou sua viagem de volta à Terra nesta quinta-feira (3), trazendo a carga aguardada com grande expectativa pelos cientistas. A espaçonave chegou à superfície do satélite natural na última terça-feira (1º), após jornada de quase uma semana no espaço.
De acordo com a TV estatal da China CCTV, a pequena sonda carregada com as primeiras amostras lunares desde 1976 decolou da região do Oceanus Procellarum às 12h10 (horário de Brasília). Cerca de seis minutos depois ela estava em órbita e agora precisa encontrar o orbitador, que está circulando ao redor da Lua.
O passo seguinte é o encontro entre os dois veículos, previsto para acontecer no sábado (5). A arriscada manobra de atracamento será totalmente automatizada, por causa do delay nas comunicações com a Terra, devendo acontecer em um prazo máximo de 3,5 horas. Finalizado o processo, a carga se transferirá para a cápsula de reentrada, anexada à espaçonave.
Ilustração mostra o veículo de subida partindo rumo à órbita lunar.Fonte:  Space.com/Reprodução
Mas a viagem de volta ao planeta não será iniciada imediatamente. Segundo a emissora chinesa, a sonda ficará na órbita lunar por mais alguns dias, aguardando o momento ideal para acionar seus motores e finalmente partir para a fase final da histórica jornada.
112 horas de viagemA partir do momento em que os motores da Chang’e-5 forem ligados e a viagem iniciada, a sonda demorará 112 horas para chegar à Terra, o equivalente a pouco mais de quatro dias e meio.
Como ela estará em uma velocidade maior do que as naves quando retornam da Estação Espacial Internacional, o módulo de reentrada vai ricochetear na atmosfera para reduzir a aceleração, antes do último mergulho em direção ao solo.
Auxiliada por paraquedas, a cápsula com 2 kg de rochas da Lua pousará na Mongólia Interior em meados de dezembro, onde será resgatada.