18/06/2024

Brasil Argentina Portal de Integração

Ordem Progresso União e Liberdade

Ex-executivo da FTX planeja se declarar culpado de acusações criminais, diz reportagem

2 minutos de lectura
Em 7 de setembro, Ryan Salame poderá se declarar culpado no tribunal, seguindo os exemplos de Caroline Ellison, Gary Wang e Nishad Singh.

Em 7 de setembro, Ryan Salame poderá se declarar culpado no tribunal, seguindo os exemplos de Caroline Ellison, Gary Wang e Nishad Singh.

Ryan Salame, ex-CEO da FTX Digital Markets, está planejando se declarar culpado de acusações criminais relacionadas ao seu suposto envolvimento em atividades ilícitas da falida exchange de criptomoedas.

De acordo com uma reportagem da Bloomberg divulgada em 7 de setembro, citando «pessoas familiarizadas com o caso», Salame planeja se declarar culpado de uma série de acusações durante uma audiência no tribunal. Sua confissão de culpa o tornaria um dos muitos executivos anteriormente ligados à FTX a fazê-lo após o colapso da exchange em novembro de 2022.

Os registros do tribunal das Bahamas sugerem que Salame foi um dos primeiros executivos do alto escalão da FTX a informar as autoridades sobre a malversação de fundos da Alameda Research e da exchange de criptomoedas. A ex-CEO da Alameda, Caroline Ellison, e o cofundador da FTX, Gary Wang, se declararam culpados de acusações de fraude federal em dezembro de 2022. O ex-diretor de engenharia da FTX, Nishad Singh, se declarou culpado de acusações semelhantes em fevereiro de 2023.

A FTX Digital Markets era a afiliada da FTX nas Bahamas, onde muitos dos executivos, incluindo o ex-CEO Sam Bankman-Fried, estavam baseados antes da falência da empresa. Bankman-Fried se declarou inocente de 12 acusações criminais, as quais ele responderá em dois julgamentos programados para começar em 2 de outubro de 2023 e 11 de março de 2024.

No momento da publicação deste artigo, não estava claro quais acusações Salame poderia estar enfrentando por ter participado das fraudes da FTX, mas reportagens anteriores sugeriram que os promotores estavam investigando-o por violações da lei de financiamento de campanhas eleitorais, relacionadas a contribuições para a campanha ao congresso de sua namorada, Michelle Bond, nas eleições de 2022. Um documento arquivado em agosto no tribunal federal disse que Salame não estaria disponível para testemunhar contra Bankman-Fried em seu processo criminal e que «invocaria direitos baseados na Quinta Emenda contra a autoincriminação» se fosse chamado como testemunha.

Crypto World