22/07/2024

Brasil Argentina Portal de Integração

Ordem Progresso União e Liberdade

Ethereum ultrapassa R$ 11.500 e alcança maior valor do ano

3 minutos de lectura
O Ethereum, segunda maior criptomoeda do mercado, alcançou o preço de US$ 2,450 nesta sexta-feira (29), valor não visto há 19 meses. No entanto, a moeda digital logo recuou, refletindo um cenário comum no setor: Ethereum e Bitcoin enfrentam resistências significativas em US$ 2,500 e US$ 45,000, respectivamente. A trajetória lateral do Bitcoin nas últimas […]

O Ethereum, segunda maior criptomoeda do mercado, alcançou o preço de US$ 2,450 nesta sexta-feira (29), valor não visto há 19 meses. No entanto, a moeda digital logo recuou, refletindo um cenário comum no setor: Ethereum e Bitcoin enfrentam resistências significativas em US$ 2,500 e US$ 45,000, respectivamente.

A trajetória lateral do Bitcoin nas últimas quatro semanas e a resistência enfrentada por ambas as criptomoedas destacam um momento crucial no mercado. O período de consolidação é visto como um suporte importante, lembrando os movimentos descendentes de 2022.

Interessante notar é a dinâmica do Ethereum, cuja relação com o Bitcoin variou entre 0.05 e 0.055 BTC. Essa relação ultrapassou o limite superior na quarta-feira (27, negociando atualmente a 0.05564 BTC, apesar da ausência de notícias específicas que justifiquem o aumento de 10% da moeda digital.

Outro aspecto marcante é a queda de 8% da Solana nas últimas 24 horas, assim como a desvalorização de 15% da moeda meme Bonk, baseada na blockchain da Solana.

Por outro lado, criptomoedas como Optimism e Arbitrum apresentaram ganhos significativos de 60% e 35%, respectivamente, contrastando com a queda de 2.64% do Bitcoin na mesma semana.

Criptomoedas em alta

O otimismo no ecossistema Ethereum parece alimentar o crescimento da própria moeda, mas permanece a incerteza: será que Ethereum e Bitcoin conseguirão superar as resistências atuais? A tensão está no ar, enquanto os investidores e entusiastas do mercado aguardam com expectativa os próximos movimentos desses gigantes.

As menores criptomoedas, como Sol, Bonk, Doge, Op e Arb, parecem seguir a liderança do Bitcoin e Ethereum. Embora algumas possam apresentar desempenhos independentes, geralmente são as duas principais moedas que definem o tom do mercado.

A resistência de US $ 2,500 do Ethereum foi um ponto crítico durante sua trajetória descendente de 16 semanas. Agora, a moeda flerta com esse nível, mas ainda não o ultrapassou efetivamente. Paralelamente, o Bitcoin também se aproxima de sua resistência em US$ 45,000.

A questão principal se volta para a prontidão do mercado de criptomoedas para enfrentar essas barreiras. Há uma expectativa crescente entre os participantes do mercado, questionando se uma ruptura desses níveis seria sustentável ou apenas uma breve exaltação.

As recentes oscilações do Bitcoin em torno dos US$ 45,000 indicam uma consciência da resistência existente e talvez uma hesitação em desafiá-la. Além disso, a estratégia de negociação dentro dessa faixa de preço se tornou mais sofisticada, com investidores buscando lucrar com a volatilidade.

A incerteza permanece sobre a direção futura do mercado. Eventos externos, como a distribuição dos bitcoins pela MT. Gox, podem atuar como catalisadores para movimentos significativos.

Além disso, a aproximação de novos desdobramentos, como a possível aprovação de ETFs e as ações da BlackRock no mercado de criptomoedas, adiciona mais elementos à equação.

Com o início do novo ano, o mercado de criptomoedas aguarda ansiosamente os próximos desenvolvimentos. Enquanto algumas regiões do mundo celebram o Ano Novo, os investidores se preparam para uma semana que promete ser repleta de ação, potencialmente dando início a um novo capítulo na história das criptomoedas.