30/05/2024

Brasil Argentina Portal de Integração

Ordem Progresso União e Liberdade

Brasileiros conquistam três prêmios em hackathon realizado no Ethereum Argentina

3 minutos de lectura
Aplicando o modelo ERC-6220 para resolver problemas de reputação na Web3, os esforços do time "The Shelf" foram reconhecidos em três diferentes áreas

Entre os dias 16 e 19 de agosto, a versão presencial do evento Ethereum Argentina ocorreu em Buenos Aires. O evento incluiu a realização de um ‘buildathon’, com diferentes áreas para propositura de soluções. Ontem (28), os resultados foram divulgados, revelando que os brasileiros do time “The Shelf” foram premiados nas três categorias das quais participaram.

Única equipe com três prêmios

O The Shelf concorreu com outras 77 equipes e conquistou prêmios nas categorias “NFT e Metaverso”, “Governança em Aave” e “Integração com Lens”. O time foi composto por Daniela Zschaber, Estevão Rizzo, João Ferreira, Lauro Gripa e Victor Cioffi, e foi o único do evento a conquistar três prêmios no buildathon.

Em um Twitter Spaces, realizado na segunda-feira, os integrantes do time falaram sobre a solução criada durante o Ethereum Argentina. O projeto foi inspirado na RMRK, um um padrão de NFTs que nasceu dentro da Kusama, uma rede pública que atua como ambiente de pré-produção da Polkadot, contou Lauro Gripa durante o Spaces. Esse padrão, acrescenta, permite que os NFTs sejam mais personalizáveis.

O padrão mencionado por Gripa foi gradualmente movido para o ecossistema Ethereum, até se tornar o Ethereum Request for Comment 6220, ou ERC-6220.

  • Tokens como opção de investimento em renda fixa? É totalmente possível

“Você não tem só aquele NFT estático, que representa uma foto de perfil. Ele pode evoluir ao longo do tempo, ele pode ser equipado por outros NFTs, ele pode ir se transformando”, explicou Gripa sobre a estrutura tecnológica do projeto.

O próximo passo foi escolher um problema a ser resolvido através desta tecnologia. Um sistema de reputação focado em airdrops, então, foi a escolha do time.

“A gente chegou nesse produto, que usa os NFTs 2.0 e começa com uma base, que é uma prateleira. E, conforme você vai fazendo coisas pelo ecossistema, você vai ganhando novos NFTs e vai equipando eles, e isso mostra a sua reputação”, disse Gripa sobre como a aplicação da tecnologia escolhida pelo time resolveria uma dor real.

A vitória em três categorias diferentes, desta forma, está relacionada às diversas aplicações do projeto delineado pelo The Shelf. Na categoria de Governança dentro do ecossistema da Aave, o projeto tem a função de premiar aqueles que participam ativamente dos rumos da aplicação.

Na integração com o Lens Protocol, infraestrutura para criação de redes sociais descentralizadas, a aplicação é semelhante: usuários podem exibir um grau de confiabilidade de forma pública. Na categoria dos NFTs, Gripa afirmou no Spaces que esta era uma ‘trilha’ mais ampla. O prêmio, então, possivelmente está associado ao grau de inovação do projeto.

Aproximação e aprendizado

Daniela Zschaber avalia que a conquista de três prêmios no buildathon é importante para mostrar o que o Brasil está construindo, principalmente para o cenário da América Latina, do qual o país acaba se distanciando pela barreira linguística.

“A gente esperava ganhar alguma coisa, mas não os três prêmios, porque os concorrentes estavam muito fortes, tinha muita gente boa participando. Mas é sempre bom lembrar que a gente é muito bom também”, diz.

  • Preço do Bitcoin cai para US $ 6,1 mil logo após o fechamento do mercado de ações

João Ferreira comenta que o ambiente do buildathon foi “muito gostoso de estar”. “Estava presente uma galera que queria construir mesmo. Todo mundo que eu conversei foi super gente boa, super solícito e super querido. Esse sentimento de ser bem-vindo foi muito presente lá”, acrescenta.

Além disso, Ferreira avalia que o buildathon também foi importante para aprender novos conceitos e explorar novas possibilidades. “Foi muito legal entender como isso funciona [o modelo ERC-6220], porque não é algo que está necessariamente ligado ao que eu faço no dia a dia, e foi legal para entender melhor o que significa e o que pode ser feito”, conclui.

Crypto World