30/05/2024

Brasil Argentina Portal de Integração

Ordem Progresso União e Liberdade

Bolsonaro zomba de suposta baixa eficácia da Coronavac

2 minutos de lectura
Vacina chinesa produzida em parceria com o Instituto Butantan não teve o percentual de eficácia revelado The post Bolsonaro zomba de suposta baixa eficácia da Coronavac appeared first on Exame.

O presidente Jair Bolsonaro levantou dúvidas sobre a eficácia da vacina patrocinada pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB). Na quarta-feira, 24, o governo de São Paulo e o Instituto Butantan anunciaram que a Coronavac, desenvolvida em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, superou o índice mínimo de eficácia exigido pelas agências regulatórias (50%). Os órgãos, porém, não apresentaram o porcentual exato de eficácia do imunizante nem os demais dados do estudo final.

A justificativa para o novo atraso na divulgação das informações foi a de que a Sinovac solicitou a base de dados para mais análises. É a quarta vez que a apresentação dos resultados de eficácia é adiada.

“A eficácia daquela vacina em São Paulo parece que está lá embaixo, né?”, disse Bolsonaro em transmissão ao vivo nas redes sociais nesta quinta-feira, 24. “Não vou divulgar porcentual aqui, porque se eu errar 0,001% eu vou apanhar da mídia, mas parece que o porcentual tá lá embaixo levando-se em consideração a outra.”

O presidente da República reforçou mais uma vez que o governo federal vai comprar as vacinas que forem registradas na Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Por outro lado, Bolsonaro defendeu a aplicação opcional na população e disse que, se houver efeito colateral, as pessoas precisam “ir pra cima” de um governador que queira obrigar a aplicação, em um referência a Doria.

Fuentes BR