22/07/2024

Brasil Argentina Portal de Integração

Ordem Progresso União e Liberdade

Argentina apresentou plano de cooperação com a China que envolverá investimentos de US $ 30 bilhões

1 minuto de lectura
El ministro de Desarrollo Productivo lanza la iniciativa junto al embajador argentino en Beijing , Sabino Vaca Narvaja, y al embajador chino en Buenos Aires, Zou Xiaoli.

O Ministro do Desenvolvimento Produtivo, Matías Kulfas, apresentou o Plano de Cooperação com a China para o desenvolvimento das exportações das PMEs argentinas juntamente com o embaixador argentino em Pequim, Sabino Vaca Narvaja, e o embaixador chinês em Buenos Aires, Zou Xiaoli

A intenção oficial é garantir desembolsos de pouco mais de 30 bilhões de dólares por meio de investimentos em nichos de negócios que nos últimos anos vêm chamando a atenção dos chineses.

Dentre a lista de empreendimentos a serem discutidos, destaca-se a predileção asiática pelo extrativismo mineiro e pesqueiro, assim como as apostas da engenharia para seu exército de profissionais, o fornecimento de equipamentos de transporte e o desenvolvimento de projetos relacionados à geração de energia.

“Desde 2000, a cooperação com a China resultou em receitas de 25 bilhões de dólares. Isso significou a criação de mais de 20 mil empregos ”, declarou recentemente Kulfas, atual ministro da Produção e um dos mais ferrenhos promotores da integração econômica com a China.

Em quase 20 anos, o comércio entre os dois países passou de 2.000 milhões de dólares em 2000 para os recentes 16.300.

Um dos projetos que o país asiático poderia financiar, segundo relatos da Casa Rosada, é o Complexo Hidrelétrico Potrero del Clavillo, na divisa entre Catamarca e Tucumán.

Fuentes ARG,