30/05/2024

Brasil Argentina Portal de Integração

Ordem Progresso União e Liberdade

Amanda Nunes volta aos galos e defende cinturão contra Julianna Peña no UFC 265

2 minutos de lectura
Lenda do MMA, brasileira retorna à divisão até 61,2kg. e tenta manter seu reinado em 7 de agosto

A. Nunes é dona de dois cinturões no UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Depois de atropelar Megan Anderson e manter o cinturão nos penas (até 65,7kg.), em março, Amanda Nunes já tem um novo compromisso. No UFC 265, confirmado para 7 de agosto, a brasileira voltará ao peso galo (até 61,2kg.) para defender seu título na divisão diante de Julianna Peña. A informação foi divulgada pela ‘ESPN’ e, posteriormente, oficializada pela atleta em suas redes sociais.

Veja TambémÀs vésperas do Bellator 257, Phil Davis descarta ‘clima de revanche’ contra Vadim NemkovEm pesagem tranquila, Nemkov e Davis batem peso e confirmam duelo principal do Bellator 257Robert Whittaker fala sobre a mudança de adversário e elogia Kelvin GastelumBen Askren afirma que pretende seguir no boxe, caso vença Jake Paul neste fim de semanaEmpresário de Usman descarta Covington e sinaliza que Diaz pode disputar cinturão, caso vença Edwards
“Senhoras e senhores, está confirmado”, escreveu a baiana, em sua conta no Instagram.

Campeã na categoria desde 2016, Amanda não se apresenta na divisão desde dezembro de 2019. Na ocasião, a baiana superou Germaine de Randamie e cravou sua quinta defesa de cinturão.

No UFC 265, para se manter no topo do grupo, a ‘Leoa’ deverá fazer valer seu favoritismo para o confronto contra Peña. Atual número seis no ranking, a norte-americana, com raízes na Venezuela, vem de vitória sobre Sara McMann, em janeiro deste ano.

Sem lutar desde o UFC 257, Julianna tinha compromisso marcado contra a ex-campeã da divisão, Holly Holm. O confronto, que aconteceria em 8 de maio, acabou não acontecendo por conta de problemas físicos da ‘Filha do Pasto’.

Com Holm fora da luta em maio, Peña passou a provocar Amanda publicamente, alegando que merecia uma disputa de título. Na visão da lutadora, a vencedora do confronto entre as norte-americanas ganharia o direito de desafiar a campeã.

Há algumas semanas, o presidente do UFC, Dana White, revelou que se interessava pelo duelo entre Nunes e Julianna. Assim, o mandatário viu com bons olhos a oportunidade de trazer a ‘Leoa’ de volta à divisão que deu início ao seu estrelato no MMA mundial.

Aos 32 anos, Amanda vai para seu 25 compromisso como profissional no esporte. Única dupla-campeã do Ultimate na atualidade, a pojucana, hoje, soma 21 vitórias e quatro derrotas nas artes marciais mistas. A brasileira não sabe o que é perder desde setembro de 2014, quando foi batida por Cat Zingano. Desde então, a baiana acumula vítimas, com 12 resultados positivos em sequência.

Representante do UFC desde 2013, Peña terá a primeira oportunidade de lutar por um cinturão na organização. Para chegar à condição de desafiante, a norte-americana, de 31, passou por oito lutas, vencendo seis e perdendo duas.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Amanda Nunes (@amanda_leoa)

Sports,Sports