22/07/2024

Brasil Argentina Portal de Integração

Ordem Progresso União e Liberdade

AgTech: agricultura e tecnologia

2 minutos de lectura

O Brasil é um dos principais países em tendência de pesquisa e inovação agrícola.

O empreendedorismo é fundamental nestes tempos e ajudou a abrir o mercado para jovens desenvolvedores de startups. No caso do Brasil, o segundo maior país exportador de alimentos do mundo, podemos encontrar um campo fértil para tirar proveito do AgTech, um conceito que está crescendo constantemente em países como Estados Unidos, China e Índia.

Com um crescimento na produtividade agrícola sustentada desde 1976, o Brasil aposta em startups para desenvolver conhecimento que ajude a vincular tecnologia e agricultura. Os números são impressionantes: em 2018 houve 338 startups, enquanto em 2019 1125 poderiam ser mapeadas, das quais 90% estão localizadas no sul e sudeste do país, com seus principais focos em San Pablo, Piracicaba e Campinas.

A cidade que lidera desde 2017 é San Pablo, quando a Endeavour a classificou em primeiro lugar nas cidades empreendedoras. O Vale da AgTech em Piracicaba tornou-se um importante centro para a geração de conhecimento e tecnologia agrícola, criando a base para o nascimento de AgTechs e iniciativas de incubação, como a incubadora EsalqTec ou os hubs PulseHub e AgTechGarage.

Além disso, as grandes empresas do agronegócio que atuam no mercado brasileiro tendem a buscar novas startups locais para investir, aproveitando o conhecimento dos empreendedores sobre as especificidades produtivas daquele país.

Há muito o que ver no campo da agrotecnologia, principalmente porque a maioria dos países latinos é o principal meio de subsistência agrícola e poderia tirar proveito dessa ferramenta para melhorar suas respectivas economias.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *