25/02/2024

Brasil Argentina Portal de Integração

Ordem Progresso União e Liberdade

A Huawei superou as sanções dos EUA ao desenvolver seu próprio chip 5G?

3 minutos de lectura
O Huawei Mate 60, novo lançamento da empresa, começou a ser vendido na terça-feira, 29,... O post A Huawei superou as sanções dos EUA ao desenvolver seu próprio chip 5G? apareceu primeiro em Forças Terrestres - Exércitos, Indústria de Defesa e Segurança, Geopolítica e Geoestratégia.

O Huawei Mate 60, novo lançamento da empresa, começou a ser vendido na terça-feira, 29, por 6.999 iuans (US$ 964)
O lançamento surpresa do mais recente smartphone de última geração da gigante chinesa de tecnologia Huawei desencadeou um jogo internacional de adivinhação sobre o que há dentro dele.

A empresa, que tem sido fortemente visada pelas sanções do governo norte-americano, começou a vender o Mate 60 Pro por 6.999 iuans (964 dólares) na terça-feira, surpreendendo o mercado pela decisão de não fazer qualquer publicidade prévia do aparelho e provocando especulações generalizadas sobre se tem conectividade 5G.

A partir de 2019, os Estados Unidos cortaram o acesso da empresa às ferramentas de fabricação de chips essenciais para a produção dos celulares mais avançados e a companhia somente passou a ser capaz de vender lotes limitados de modelos 5G usando chips que já tinha armazenado.

Se a Huawei e a China forem capazes de produzir seus próprios chips 5G, isso representa um avanço significativo em suas capacidades e um golpe nos esforços dos EUA para limitar o progresso do país asiático.

Mate Pro 60 é um celular 5G?
A Huawei manteve o silêncio, dizendo apenas que o smartphone é o “modelo Mate mais poderoso de todos os tempos”.

Os compradores do dispositivo têm publicado vídeos de desmontagem e compartilhado testes de velocidade nas mídias sociais que sugerem que o Mate 60 Pro é capaz de velocidades de download superiores às dos telefones 5G de primeira linha, sugerindo que o telefone está em um campo de jogo semelhante.

O aparelho contém um novo processador Kirin 9000s da divisão de chips HiSilicon da Huawei, que parece usar tecnologia avançada da SMIC, de acordo com Dan Hutcheson, analista da TechInsights.

Se o celular usa processos de 7+ ou 5 nanômetros, a produção provavelmente será um processo muito caro, disse Hutcheson.

O Huawei Mate 60 Pro usa seu processador Kirin 9000s
Qual foi a reação?
O lançamento levou os usuários das mídias sociais chinesas e a mídia estatal a um frenesi, enquanto as empresas de desmontagem em todo o mundo correram para colocar as mãos no telefone e ver o que há dentro dele.Um lote inicial se esgotou rapidamente na loja virtual da Huawei. A loja principal da marca na cidade de Shenzhen e seu site dizem que novos estoques só chegarão, no mínimo, em meados de setembro.

O tabloide Global Times, apoiado pelo governo chinês, citou em um de vários editoriais que o aparelho foi lançado durante a visita da Secretária de Comércio norte-americana, Gina Raimondo, e chamando-o de prova de que os EUA fracassaram com a “repressão extrema à China”.

Vários funcionários da Huawei disseram que o lançamento do aparelho os pegou de surpresa, uma vez que a previsão era inicialmente 12 de setembro.

Nicole Peng, vice-presidente sênior de Mobilidade da Canalys, disse que será crucial para a Huawei fornecer esclarecimentos sobre sua tecnologia, dado o alto nível de interesse do mercado.

FONTE: Reuters

O post A Huawei superou as sanções dos EUA ao desenvolver seu próprio chip 5G? apareceu primeiro em Forças Terrestres – Exércitos, Indústria de Defesa e Segurança, Geopolítica e Geoestratégia.
militar